Gerencie os indicadores financeiros e não perca mais dinheiro!

Para que uma empresa consiga crescer, é muito importante analisar os resultados obtidos. Sendo assim, gerenciar os indicadores financeiros da…

 | 

Para que uma empresa consiga crescer, é muito importante analisar os resultados obtidos. Sendo assim, gerenciar os indicadores financeiros da sua empresa se torna o ponto-chave para avaliar o desempenho corporativo.

Sabemos muito bem que a crise financeira vem mexendo muito com a dinâmica das empresas, e que não são momentos fáceis, visto que a crise é ligada diretamente ao financeiro da empresa, dessa forma segundo a pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), no primeiro semestre de 2018, 5,5 milhões de micro e pequenas empresas estavam inadimplentes e com algum tipo de dívida, o que representa 22% das empresas desse porte.

Essa instabilidade vem crescendo, como pode ser visto todos os dias. Sendo assim, eu te pergunto: o que você está fazendo para que seu escritório continue atuando bem no mercado?

É preciso mais do que aguardar a crise ir embora, é necessário, para um bom começo, conhecer os principais indicadores financeiros da sua empresa, fazer um bom controle financeiro empresarial e estar sempre de olho no mercado.

Sabendo dessa necessidade, esse artigo foi criado para que você entenda quais são os indicadores financeiros que a sua empresa deve medir e qual a importância dessa medição.

Vamos lá?

Como definir os indicadores financeiros necessários?

Os indicadores financeiros de uma empresa são as métricas calculadas por meio de dados obtidos nos resultados da sua empresa.  

Basicamente, sua principal função é fornecer informações que auxiliem na análise da performance organizacional e na tomada de decisão assertiva, por meio de dados que podem ser confirmados e não mais por meio do achismo.

Os indicadores financeiros são diversos, cada um, responsável por mensurar e apresentar informações específicas sobre diferentes aspectos do escritório. Por isso, o primeiro passo é reconhecer os números que a sua empresa produz, tanto de entrada quanto de saída.

O segundo passo é analisar e ajustar tudo o que for preciso, eliminando os desperdícios e identificando oportunidades de melhoria no negócio.

Como cada empresa possui clientes, colaboradores e formas de trabalho diferentes, mostrarei para você alguns exemplos de indicadores simples, mas que podem ser aplicados imediatamente na sua empresa.

Confira:

Indicador de rentabilidade

Esse indicador permite o conhecimentos sobre o lucro da empresa em relação ao nível de vendas, ativos e o capital investido. Ele é particularmente útil na comparação do desempenho da empresa em períodos diversos.

Com isso, você saberá se o negócio é de fato atrativo ou não.

A rentabilidade te ajuda a entender se a sua empresa está lucrando o tanto necessário para suprir o valor monetário gasto. Ou seja, o que foi investido, já foi pago com o retorno que a empresa conseguiu lucrar?

Indicador de liquidez

O indicador de liquidez comprova a capacidade da empresa em cumprir suas obrigações de curto prazo dentro do vencimento. De forma que mostre o quanto a empresa tem a receber em curto prazo, em relação ao que deve pagar no mesmo período.

Em resumo, ele indica a velocidade em que o ativo da sua empresa pode ser convertido em dinheiro, medida pela capacidade de cumprir as obrigações de curto prazo a medida que elas vencem.

A liquidez corrente é a que precisa ser bem acompanha, o seu cálculo se dá da seguinte maneira:

 

Liquidez Corrente = Ativo Circulante / Passivo Circulante

A organização pode possuir muitos ativos, mas a conversão desses bens em dinheiro não é tão rápida assim. Se o seu cálculo de liquidez for abaixo do esperado, significa que ela, independente do patrimônio que possui, está com dificuldade em conseguir recursos.

O melhor é que esse índice esteja sempre acima de 1, o que significa que a empresa não terá dificuldades em pagar suas obrigações de curto prazo,todavia se for igual a 1, os direitos e obrigações a curto prazo são equivalentes.

Indicador de faturamento

Esse é um dos indicadores financeiros mais importantes. Com ele é possível saber o quanto a empresa está vendendo e o que isso representa em relação às despesas.

É basicamente, a soma de todas as faturas de um determinado período, normalmente durante um mês, podendo ser utilizado para avaliar se o negócio está faturando de acordo com o que se espera.

O número está abaixo do esperado?  Então é a hora de rever o que precisa ser feito para aumentar o seu faturamento e, sem dúvidas, aumentar os resultados das equipes da sua empresa.

Se esse for o caso, é preciso entender a realidade da sua empresa e, só assim, estipular metas desafiadoras. Porém metas que possam ser alcançadas, para a sua equipe. De forma que elas se sintam motivadas a crescerem sempre mais!

Indicador de lucratividade

Esse é um dos indicadores financeiros mais fáceis de serem medidos. Como o próprio nome diz, é a forma como você vai identificar o que realmente sobre para a empresa e seus investidores ao final de cada mês.

Ele responde se o que você faturou é suficiente para pagar os custos e as despesas da sua empresa. Além da geração do lucro, é claro.

Através desse indicador é possível saber o risco que o negócio apresenta. Como por exemplo, se o lucro está baixo, mesmo com o faturamento alto, é sinal de que os custos estão elevados.

Sendo necessário faturar em valor maior para que as contas sejam pagas o lucro obtido, a fim de fazer o escritório contábil crescer.

Por isso é muito importante fazer o acompanhamento dos seus indicadores: identificando o problema quando ele ainda pode ser resolvido!

Indicador de endividamento

Não poderíamos falar em indicadores financeiros sem citar esse indicador que merece muita atenção por parte dos empresários, afinal, ele indica o risco para a empresa em um futuro.

Mesmo com um alto faturamento, o pagamento de juros e dívidas pode deixar a empresa com um saldo negativo, correto?

O endividamento financeiro pode ocorrer por diversas razões. Sendo, o pior deles o resultado da conta das despesas mais altas do que o lucro obtido.

Medir esse indicador é extremamente necessário para identificar a origem desse problema, e tomar decisões baseadas em dados. Uma taxa de endividamento muito alta pode ser o que está fazendo a sua empresa perder muito dinheiro.

Lembra dos dados sobre as crises e empresas endividadas no primeiro semestre de 2018? Tenho absoluta certeza de que a sua empresa não quer ser mais uma daquelas milhões. Portanto: gerencie muito bem os indicadores financeiros da sua empresa! Pronto para começar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *