pessoas positivas

Como pessoas positivas podem melhorar seu ambiente de trabalho

A contabilidade no RH desempenha um papel importante e estratégico à empresa. Clique e saiba mais sobre a contribuição entre os setores!

 | 

Não é raro encontrar pessoas positivas ao nosso redor. Normalmente essas pessoas têm muito ânimo, perseverança e não se frustram facilmente, mas buscam meios para atingir seus objetivos, mesmo que à primeira vista pareçam distantes ou difíceis de se alcançar.

O que nem todos sabem, é que “ser positivo” não é uma condição com a qual nascemos.

As pessoas positivas normalmente aperfeiçoam esse lado diante das oportunidades de serem resilientes e, claro, estratégicas.

Fato é que as pessoas positivas tendem a compor culturas organizacionais mais eficientes, e isso resulta em melhor produtividade, o que pode ser observado em diversas situações.

Por exemplo, diante do erro, enquanto algumas pessoas procuram culpados ou buscam se esquivar, outras assumem a culpa e buscam meios de superar. Normalmente, as pessoas positivas compõem o segundo grupo!

Mas afinal, como essas pessoas com maior senso de resiliência e positividade tendem a melhorar o ambiente de trabalho, na contabilidade? 

O que são pessoas positivas?

De modo genérico, pessoas positivas são aquelas que nutrem pensamentos positivos e lançam mão (mesmo que involuntariamente) da psicologia positiva para alcançarem seus objetivos.

O pensamento positivo é uma forma de processar informações com uma visão otimista.

Muitas pessoas entendem que a vida pode ser desafiadora, enquanto alguns encaram os desafios com determinação, em vez de senso de derrota, outros tendem a ter uma perspectiva mais pessimista. 

Desse modo, acreditam em si mesmas e em suas habilidades, bem como nas habilidades dos outros com quem trabalham, as pessoas que pensam positivo se sentem confiantes de que podem vencer quaisquer obstáculos que encontrem.

A princípio, essas considerações parecem vagas, mas há ciência por trás disso — e a psicologia positiva nos mostra como pode ser bem aproveitada no escritório!

Psicologia Positiva no ambiente de trabalho

A Psicologia Positiva explora a ciência por trás das emoções positivas.

Nossos genes são responsáveis ​​por cerca de 50% de nossos níveis de felicidade, já nossas ações e atitudes são responsáveis ​​por 40%.

Portanto, se nossas escolhas e atitudes têm um impacto significativo em nossa felicidade, como podemos cultivar e manter um estado de positividade e bem-estar no local de trabalho?

De fato, a psicologia positiva pode ser usada para aumentar a felicidade e a satisfação na força de trabalho.

Passamos (em média) metade de nossas horas acordados no trabalho, e muitos líderes empresariais estão começando a reconhecer que aderir a essas técnicas psicológicas no local de trabalho é algo de grande eficácia.

A equipe pode se tornar mais engajada e satisfeita com o meio de trabalho, e a produtividade da equipe também pode aumentar.

Como funcionário, gerente ou CEO, você pode colocar essas ideias em prática para promover a positividade e melhorar:

  • Atuação
  • Motivação
  • Noivado
  • Habilidades de resolução de conflitos
  • Pensamento criativo

Pensamento positivo e a metodologia PERMA

Nos últimos 15 anos, a Psicologia Positiva, iniciada pelo professor Martin Seligman (Universidade da Pensilvânia), desenvolveu um modelo baseado em evidências considerando os “ingredientes ativos” do bem-estar.

Este modelo é conhecido como PERMA, uma sigla que significa: Positive Emotion, Engagement, Relationships, Meaning (Emoções Positivas, Engajamento, Relacionamentos e Significado).

Então, como o modelo PERMA pode ser adicionado aos locais de trabalho para a melhoria de todos?

Emoções positivas

As pessoas prosperam quando estão mais felizes.

Quando o nosso humor está bom, definimos objetivos mais elevados e persistimos por mais tempo em direção a eles.

Além disso, tendemos a sentir menos estresse e fadiga, além de estarmos mais propensos a mostrarmos melhor cooperação da equipe e resolução de problemas.

Nas rotinas de um escritório contábil, isso pode ser extremamente útil. Alguns escritórios adotaram essas ideias de maneiras inovadoras. Por exemplo, listando ‘apreciações’ como um item permanente da agenda no início das reuniões de equipe, onde os indivíduos podem nomear alguém ou algo pelo qual são gratos.

Essa cultura de gratidão também pode diminuir os níveis de estresse, fazendo uma pausa na realidade apressada do trabalho e parando para agradecer por oportunidades, ajudas ou pequenas gentilezas no dia a dia.

Conectar

A ciência nos mostra que a melhor maneira de influenciar nossa felicidade é investindo em nossos relacionamentos.

A evolução nos conectou com outras pessoas para sobreviver. Essas conexões podem afetar como nos sentimos.

Isso, é claro, interfere na nossa realidade doméstica, mas também no ambiente de trabalho.

De acordo com pesquisas sobre felicidade, nosso humor é literalmente contagioso. Isso acontece devido aos neurônios-espelho em nossos cérebros.

Ou seja, se nosso colega começar a comemorar perto de nós, as células em nosso cérebro que disparariam quando estivéssemos envolvidos em um comportamento semelhante, se acendem.

Esses neurônios-espelho, evolutivamente, nos ajudaram a entender os sentimentos e intenções dos outros.

Dado que estamos programados para nos conectar com outras pessoas, e que somos neurologicamente afetados por observar os outros, parece óbvio que os locais de trabalho seriam projetados para promover a conexão.

A centralidade da relação entre nossas conexões sociais e nossa felicidade interna não pode ser exagerada. Pode ser uma boa hora para conhecer um pouco melhor a pessoa sentada ao seu lado.

pessoas positivas

Envolver

A fórmula para construir o engajamento da equipe é maximizar até que ponto as pessoas estão usando e aplicando seus pontos fortes.

A maioria de nós se esforça para melhorar de uma forma ou outra, mas diversas vezes estamos presos em nossas falhas, concentrando-se em tentar “consertar” partes de nós mesmos e negligenciando aquelas partes que estão florescendo.

Martin Seligman e outros pesquisadores notaram que, quando o trabalho exige nosso envolvimento, como usar nossos pontos fortes de maneiras inovadoras, experimentamos níveis mais elevados de felicidade e níveis mais baixos de depressão.

Muitos locais de trabalho nutrem cultura do medo baseada na crítica; embora o feedback seja importante para o crescimento e a reflexão, também é importante elogiar a equipe.

Comece as reuniões com a oportunidade de compartilhar histórias de sucesso — grandes ou pequenas.

Dê às pessoas a oportunidade de compartilhar seus sucessos e realizações com você, bem como compartilhar os seus próprios.

Usar os pontos fortes de sua equipe, e não seus pontos fracos, não afeta apenas sua motivação, mas também a empresa e a organização em geral.

Crie um significado

Nesse contexto, o significado se refere a uma existência com propósito. No ambiente de trabalho, quando há um propósito, é provável que os funcionários se sintam satisfeitos e engajados com o trabalho.

O psicólogo organizacional e autor Adam Grant, planejou um experimento inovador para a produtividade da equipe. Seus três livros mais vendidos do New York Times moldaram organizações em todo o mundo.

Como um exemplo de criação de significado em um espaço de trabalho, Grant explica seu trabalho com uma equipe de call center.

A equipe foi contratada para angariar doações para fundos de bolsas universitárias, então Grant providenciou que a equipe se encontrasse com um beneficiário real de uma bolsa de estudos.

A reunião durou apenas cinco minutos — apenas o suficiente para fazer algumas perguntas e colocar um rosto em um nome.

Essa equipe conseguiu arrecadar três vezes mais dinheiro e gravar conversas consistentemente mais longas e mais engajadas com doadores em potencial, em comparação com um grupo de controle.

Fato é que quando as pessoas veem como seus esforços têm um impacto genuíno na vida de outras pessoas, o trabalho se torna mais recompensador!

Desse modo, trabalhar com a psicologia positiva é uma forma interessante de fomentar a cultura organizacional, melhorar o senso de satisfação dos funcionários e garantir uma boa produtividade!

No entanto, para isso, é importante usar ferramentas que ajudem na automação e tornem o trabalho mais eficiente e ágil, para que eles não se sintam presos a rotinas lentas.

Um exemplo disso na contabilidade são os sistemas de gestão contábil. Com eles, todo o escritório consegue ser automatizado e as rotinas são centralizadas!

pessoas positivas

Uma resposta para “Como pessoas positivas podem melhorar seu ambiente de trabalho”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *