contabilidade no rh

Qual a importância da contabilidade no RH

A contabilidade no RH desempenha um papel importante e estratégico à empresa. Clique e saiba mais sobre a contribuição entre os setores!

 | 

A contabilidade no RH exerce um papel de grande importância. Isso se deve a múltiplos fatores.

O primeiro deles, no entanto, diz respeito ao fato de o Departamento Pessoal lidar diretamente com o processo de contratação e desligamento de funcionários.

Desse modo, como o contador é o profissional responsável por calcular valores devidos, multas rescisórias, dentre outros encargos, caminhar com o RH torna a rotina de uma empresa mais eficiente.

Qual a relação da contabilidade no RH?

O setor de RH (Recursos Humanos) de uma empresa, também conhecido como Departamento Pessoal, é uma parte distinta do setor contábil/tributário.

No entanto, ainda assim, são áreas correlatas e que exercem algumas atividades que são muito próximas.

Desse modo, ambos os setores podem colaborar entre si, integrando dados e lançando mão de estratégias colaborativas e assertivas.

Uma das principais soluções que torna isso possível são os sistemas integrados, que centralizam dados entre a contabilidade e o departamento pessoal.

Esse “meio de campo” que os sistemas proporcionam, ajudam a tornar as rotinas mais eficientes e os processos mais ágeis, evitando multas e atrasos como envio de informações trabalhistas no eSocial, por exemplo.

A integração dessas rotinas proporciona a otimização de tempo de serviço e diminui as chances de erros.

Fato é que tanto o setor de Recursos humanos (RH) quanto a contabilidade são áreas cruciais para as empresas, mas muitas vezes operam isoladamente, de forma independente.

Porém, mais e mais empresas estão percebendo que essa prática precisa mudar, e há um reconhecimento crescente do papel crítico que os funcionários desempenham no sucesso ou fracasso financeiro de uma empresa.

No modelo de negócios tradicional, os funcionários costumavam ser considerados uma despesa.

contabilidade no rh

Os principais pontos de intersecção entre RH e contabilidade incluem:

Orçamentação

Os profissionais de RH desenvolvem e controlam os orçamentos departamentais.

Desse modo, um histórico de contabilidade os prepara para considerar itens orçados, como treinamento, recrutamento, pessoal, incentivos e avaliação de desempenho, em termos de custo e benefício monetário para a organização.

O custo de salários, benefícios, contratações e demissões recebeu muito mais atenção do que as contribuições críticas dos funcionários à empresa.

Agora, à medida que as empresas reconhecem melhor o papel que os funcionários desempenham no sucesso dos negócios, itens como produção, conhecimento, criatividade e solução de problemas dos funcionários são mais valorizados e vistos como ativos críticos para geração de receita ou de contribuição para o lucro.

Essa valorização crescente levou a um maior enfoque nas estratégias de gestão de capital humano para manter, proteger e expandir os recursos dos funcionários.

Quando acompanhados e baseados em análises de retorno, os pedidos de orçamento de RH fornecem à alta administração as informações de que precisa, para decidir como alocar os fundos disponíveis.

O alinhamento à contabilidade também ajuda os profissionais de RH a entender o fluxo de caixa corporativo no processo de orçamento.

Propostas

Quando um profissional do departamento pessoal deseja apresentar ou alterar uma política, serviço ou programa, ele precisa de aprovação.

Mas a crença de que a nova atividade resolverá um problema não é suficiente; o custo deve ser justificado.

Para vender sua proposta, o profissional deve antecipar as perguntas que os profissionais C-Level podem ter.

Nesse sentido, com o auxílio da contabilidade, poderá demonstrar a viabilidade de sua ideia em reais.

Além disso, quando deseja reformular o processo de orientação para reduzir a rotatividade de novos contratados, por exemplo, a proposta deve avaliar o custo atual de contratação, treinamento e produtividade perdida em comparação com a economia e eficiência previstas no novo programa.

Retorno de investimento

A administração quer saber se uma decisão de gastar dinheiro renderá dinheiro para a organização, ou seja, se o ROI (Return Over Investment – Retorno Sobre Investimento) será bom.

Nesse setor, a contabilidade gerencial e a contabilidade analítica podem ser úteis, já que com ela, é possível realizar uma análise do ponto de equilíbrio e calcular o retorno sobre o investimento para demonstrar a eficácia de custo das iniciativas de RH.

O gerente de RH deve ser capaz de escrever propostas que mostrem à administração como um investimento em RH pode aumentar a produtividade e melhorar a lucratividade.

Sem essa capacidade, os profissionais de RH não conseguirão convencer a administração do mérito de seus planos e projetos.

Mensurar desempenho

Outro ponto de intersecção entre a contabilidade e o RH, é permitir que os profissionais se sintam confortáveis com a análise de números e a interpretação das medidas de desempenho relacionadas ao estoque, satisfação do cliente, vendas e controle de qualidade.

Mais importante ainda, o profissional de RH que atua em conjunto com a contabilidade pode olhar além de seu departamento. Permitindo identificar tendências preocupantes que podem estar relacionadas ao departamento pessoal.

Por exemplo, um aumento na quantidade de demissão pode indicar a necessidade de revisar as políticas de contratação e valorização de equipe, contratar pessoal para a prevenção de perdas, desenvolver programas de treinamento e introduzir incentivos aos funcionários.

Informações sobre aposentadoria

As dúvidas sobre aposentadoria, bem como outras dúvidas previdenciárias são bastante comuns entre funcionários.

Normalmente, os colaboradores recorrem ao setor de RH para tirar essas dúvidas.

No entanto, normalmente é o contador que detém informações mais precisas, principalmente a respeito de alíquotas de contribuição, tempo de contribuição, dentre outras informações pertinentes.

Além disso, constantemente as informações passam por alterações na legislação, sendo importante estar atento a essas informações, permitindo passar os dados mais precisos ao funcionário.

Fato é que existem ferramentas capazes de unir as informações entre departamento pessoal e a contabilidade, automatizando e otimizando o serviço desses departamentos.

Quando ambos os setores se interconectam, a empresa e todos os funcionários saem  ganhando, já que diminui tempo nas demandas e como as estratégias são mais assertivas, evita-se perder tempo com retrabalho!

contabilidade no rh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *