Imagem do blog: Práticas que podem reduzir a rotatividade de funcionários no escritório contábil

Práticas que podem reduzir a rotatividade de funcionários no escritório contábil

A rotatividade de funcionários em um escritório contábil pode ser um dos maiores desafios enfrentados por contadores, quando o assunto…

 | 

A rotatividade de funcionários em um escritório contábil pode ser um dos maiores desafios enfrentados por contadores, quando o assunto é equipe de trabalho.

Neste momento, o que é mais viável? Procurar por uma nova pessoa ou encontrar um jeito eficiente para acabar com isso? Existem alternativas?

Em diversos casos, a alta rotatividade de funcionários em uma organização ocorre por falta de perspectivas e desenvolvimento profissional desses colaboradores.

Por isso, é necessário entender mais a fundo como é o processo de rotatividade de colaboradores numa empresa, por que ele ocorre e o que pode ser feito para reduzir a situação.

Por que os funcionários pedem desligamento do escritório contábil?

A rotatividade de funcionários em uma empresa ocorre em situações nas quais os colaboradores não permanecem na mesma. Seja por demissão voluntária ou por decisão do departamento pessoal.

Com isso, a empresa é obrigada a encontrar um novo perfil condizente com o cargo desocupado no mercado, situação que pode se esticar por um bom período, ainda mais para cargos técnicos que exigem especialização.

Assim, chama-se “Turnover”, a relação do fluxo de entrada e saída de funcionários de uma empresa, baseada nas demissões e novas contratações feitas em um período.

De acordo com pesquisas atuais, o índice médio de rotatividade de funcionários de contabilidade pode variar de 12,50% até 69%, dependendo da empresa e do cargo ocupado, de cordo com estudo.

Portanto, a contabilidade é uma das áreas prejudicadas pela alta taxa de rotatividade de funcionários.

Dentre os vários motivos que podem explicar esses números tão altos estão:

  • Insatisfação profissional;
  • Baixa remuneração;
  • Estresse e diminuição da qualidade de vida;
  • Procura por novos desafios;
  • Estagnação no emprego;
  • Mudanças drásticas na vida pessoal;
  • Falta de adaptação a mudanças e novas diretrizes.

Como vimos, não são poucas as explicações para os números grandes da ocorrência do fenômeno nas empresas e sobretudo, nos escritórios de contabilidade.

Então, o que pode ser feito para diminuir a rotatividade de funcionários (turnover) no escritório contábil?

Existem algumas práticas e sugestões que algumas empresas estão utilizando e alcançando bons resultados na redução da rotatividade.

Veja a seguir, as principais práticas que podem funcionar de modo adequado resultando em uma rotatividade de funcionários mais baixa em um escritório de contabilidade.

Visão da área de Gente e Cultura sobre profissionais de Contabilidade

A Coordenadora de Gente e Cultura da Tron Jéssica Menezes traz uma contribuição precisa sobre a visão do Departamento de Recursos Humanos e a retenção de contadores:

Qual empresa não precisa de um contator?

Essa é uma pergunta que é fácil de ser respondida mas que, ao mesmo tempo, necessita de um zelo para quem está buscando este profissional, pois encontrar o perfil que é solicitado para uma vaga voltada para este ramo nem sempre é uma tarefa tão fácil. O mercado de trabalho está aquecido e algumas profissões que estão em ascensão é a do(a) profissional de contabilidade. São profissionais que os recrutadores ficam de olho, por serem perfis analíticos e por terem muita cautela sobre os números, aspectos técnicos e com a legislação.

Jéssica Menezes – Gestora de Gente e Cultura na Tron

Segundo a Gestora, ainda: “O conhecimento que eles trazem agregam muito para as empresas. Independente do ramo eles sempre são requisitados, por ser um profissional fundamental para o sucesso financeiro de qualquer empresa.

A dificuldade que a maioria dos recrutadores encontram é alinhar o perfil solicitado com as hard skills e com as soft skills solicitadas, podendo encontrar a baixa qualificação em muitos profissionais que não atendem os requisitos solicitados. O que ser feito para melhorar esse cenário?

Qualificação profissional de olho nas soft skills facilitará o recrutamento do profissional ideal para a oportunidade ofertada”

Ter um processo seletivo específico para o escritório

Significa que não é apenas a capacidade técnica do funcionário que deve ser considerada na hora da contratação.

 Sabemos que a capacidade técnica é um dos principais requisitos para trabalhar em um escritório contábil.

Então, existem muitos casos de pessoas com melhor capacidade técnica e um alto grau de inteligência, porém, que não se adaptam ao ambiente contábil com facilidade.

A saída primordial para reduzir a rotatividade de funcionários seria um processo seletivo personalizado, onde seriam filtradas todas as competências e habilidades que o cargo necessita para ser ocupado.

Treinamentos anuais ou semestrais 

Outra técnica que tem demonstrado bastantes avanços para reduzir a rotatividade de funcionários, se baseia nos treinamentos da equipe contábil.

Portanto, quando sua empresa investe em treinamentos semestrais ou anuais, garante que os colaboradores estejam sempre atualizados e cientes das mudanças que ocorrem o tempo todo na área.

Sem contar que um dos principais motivos de desligamento é a diminuição da capacidade do colaborador em se atualizar, tornando seu trabalho mais difícil e menos produtivo com o tempo.

Através do Tron Gestão Contábil, sua empresa automatiza toda a escrituração contábil de forma digital, proporcionando mais produtividade e flexibilidade para todo o time contábil.

Adote o modelo de trabalho homeoffice quando possível

Uma das saídas encontradas para a redução da rotatividade de funcionários em escritórios contábeis ganhou força nos últimos 2 anos: o trabalho home office.

Com este modelo de trabalho, a equipe contábil tem várias vantagens, sobretudo na forma de realizar seu trabalho.

Então, o home office pode ser muito útil na manutenção da equipe contábil no corpo de funcionários de qualquer empresa.

Conheça o Ponto Remoto, sistema de ponto oferecido pela Tron, onde sua equipe que trabalha pelo home office pode registrar toda a jornada por um aplicativo.

Garanta benefícios atrativos 

O fator salário jamais será uma condição integral para fazer um funcionário querer permanecer num escritório contábil.

Principalmente para aqueles perfis que dão prioridade para qualidade e não para a quantidade.

Todavia, os benefícios adicionais são recursos que podem, sempre, ser explorados pelas empresas.

Em geral, qualquer benefício que valorize a ocupação da equipe ajuda a reduzir a rotatividade de funcionários voluntária ou involuntária.

Ofereça um bom plano de carreira

Como você leu agora a pouco, a estagnação e a falta de perspectivas fazem qualquer funcionário se sentir desprestigiado e infeliz.

Contudo, quando uma empresa oferece um plano de carreira baseado no desenvolvimento profissional e pessoal do colaborador, a situação é inversa.

Este benefício pode ser um grande aliado na hora de reter os seus talentos. Afinal, a mão-de-obra qualificada é muito importante para a qualidade dos seus serviços.

Por isso reter os seus talentos é essencial. Ainda, para o trabalhador saber que está em uma empresa que o valoriza, com certeza, é uma estratégia valiosa.

Como você viu, algumas práticas e soluções simples podem ajudar muito na redução da rotatividade de funcionários de qualquer empresa, principalmente no escritório contábil.

Os comentários estão desativados.